quinta-feira, dezembro 15, 2016

Botox para enxaqueca

Sim, Botox, aquela medicação para rugas, serve para enxaqueca. E sim, o blog voltou. Mas o Botox serve só para enxaqueca, e enxaqueca que ocorre por mais de 15 dias por mês há mais de 3 meses, o que chamamos de enxaqueca crônica. 

O tratamento é feito com aplicações com agulha fininha, de insulina, em 31 pontos ao longo da cabeça e pescoço, a cada 3 meses, por 15 meses.

Dois estudos, chamamos de PREEMPT I e II, comprovaram a eficácia da toxina botulínica no tratamento da enxaqueca crônica. No entanto, por enquanto, somente o Botox possui aprovação para o tratamento.

As aplicações devem ser feitas por médico treinado, pois há a necessidade de conhecer a forma de diluição e aplicação da toxina. A aplicação, geralmente, é feita por neurologistas treinados, haja vista ser a enxaqueca doença neurológica.



quarta-feira, junho 01, 2016

Formigamento nas pernas - quando é síndrome das pernas inquietas?

Síndrome das penas inquietas (SPI) é uma condição que pode ser genética, acometendo várias pessoas em uma mesma família em várias idades, ou adquirida por várias doenças diferentes. Os sintoma da SPI são uma sensação de formigamento ou dor nas pernas e pés que geralmente ocorre no final da tarde ou à noite, especialmente quando o paciente dorme. O paciente descreve essas sensações como "algo subindo em suas pernas", ou "mordendo suas pernas", e que melhoram completamente ou parcialmente com a movimentação das pernas, ou quando o paciente se levanta e anda pela casa. Não há movimentos involuntários, que ocorrem sem a vontade do paciente, e os sintomas podem subir aos braços. 

Doenças que causam a SPI são doenças renais (dos rins), doença de Parkinson, anemia por deficiência de ferro ou por deficiência de vitaminas. A SPI ocorre mais comumente em idosos, mas pode ocorrer em jovens, especialmente nas formas genéticas.

Não existem exames que diagnostiquem este problema, e o tratamento, simples e feito com medicamentos, leva a melhora importante dos sintomas na maioria dos pacientes.